Todos.

Há ainda uma vida em mim.

Vejo-me naquelas tuas palavras hoje esquecidas,
De verso prosa e poesia,
Jogadas ao vento, largadas no ar
Propositais, especiais infalíveis…

Reencontro aquele olhar,
Tua boca e fantasias,
Vejo aquele momento que em teus braços quentes
Refaziam-me…

Tento esquecer cada detalhe existente em mim,
Tão puro tão ingênuo tão decente assim,
Para no esquecimento ti deixar, no passado ti largar
E hoje poder lembrar que ainda existe vida em mim…

Anúncios

9 thoughts on “Há ainda uma vida em mim.”

  1. Ainda que as separações sejam dolorosas o suficiente pra acharmos que nos mataram, a vida continua sempre lá… pelo menos fisicamente falando – se não for o caso de um namorado criminoso que te dá uma facada de brinde KKKKKKKKKKK :S
    mas voltando a falar sério, uma separação que deixa saudade é sempre uma facada na parte mais abstrata do nosso ser =/
    felizmente essa parte abstrata pode ser restaurada mais facilmente do que um dano na pele ou nos ossos, tudo depende do remédio que encontramos 😀
    :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s