Todos.

Simples

Quando nossos corações batem na mesma freqüência. Quando minha essência encontra com a sua. Quando nossa simplicidade nos basta. Quando seu sorriso me faz viver e nada mais importa.
A simplicidade que bate a nossa porta, nos convidando para mais um chá, mais uma tarde e mais detalhes que fazem dessa história a junção perfeita.  Seu olhar, nossas gargalhadas despreocupadas e a chuva que agora faz de nós espectadores admirados de sua beleza. O arco-íris que nos faz entender, que não há nada na vida, mais lindo que as bênçãos que a natureza nos oferece, a começar por esses momentos que enche nossos corações de pureza, simplicidade e uma sede enorme de viver, caminhar…
Encontramos a eternidade, eternidade sempre questionada, encontramos a felicidade, porque nos entregamos de corpo e alma, ao mundo, as suas belezas a chuva que caía e seus encantos, porque agradecemos sem importar, gritamos ao mundo como é lindo amar, amar o que a vida nos dá, amar a simplicidade de só olhar; amar por saber desfrutar do melhor sem exigir, sem criticar, sem procurar algo que possa melhorar, por esse simples momento já se resumir no melhor capitulo da nossa história. Um, capitulo que se inicia embaixo dessa chuva de verão, que com certeza não acabará em qualquer estação, mas sim na estação exata para definirmos e dizermos sem cogitar dúvidas que somos felizes, que aproveitamos e vivemos como tem que ser…

 

Começa um ciclo, abre-se uma nova temporada de ensinamentos, mais um capitulo que terei o privilégio de escrever,  da vida, da trilha que comecei ao nascer. Orgulho-me e sou feliz por isso, por enxergar a beleza extraordinária de viver nos simples detalhes que o mundo tem a me oferecer…

 

Anúncios

7 thoughts on “Simples”

  1. Que bonito isso. Reli umas três vezes e fiquei uns cinco minutos feito boba pensando no que comentar. Sem hiperbolismos!
    Estou começando um novo clico também e adoro essa sensação de algo novo e desconhecido, mesmo que eu saiba exatamente o que vai acontecer.

    Beeeijos

  2. Ah! Seria tão simples viver apenas de um sorriso, da essência, nada mais me importava. Gritaria ao mundo, como é bom amar sem recordações… E nessa chuva de verão, onde tudo começou, com uma enchente de emoções, de prazeres…

    Lindo texto!

    Beijos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s