Balelas, Diário de Bordo, Leitura, Todos.

“Todo sopro que apaga uma chama, reacende o que for pra ficar..” ♪

 Fora dos eixos, talvez, mas quem nunca se encontrou assim, desaprumado da vida, desgostoso com o rumo das coisas que atirem a primeira pedra, e que nunca se esqueçam de que ela pode voltar…

  Bom, nem tudo são flores, doces e perfumes e a vida nem está aqui disposta a quem quer viver uma perfeição. Estamos em constante mudança, fazendo escolhas todo santo dia, até em dia não Santo, imagine só. Venho aprimorando o fato de que necessito me conhecer mais, me reconhecer em outros atos e até mesmo em ações corriqueiras do dia-a-dia, afiar minha mente, aguçar meus sentidos me pôr no lugar dos outros e saber exatamente como agiria. Eu necessito me entender. E abrir mão das coisas que não me fazem bem, é só um dos quesitos da lista (imensa), que tenho em mente.  O ato de fazer escolhas, e arcar com suas consequências. Reconhecer seus limites, e se esforçar ao máximo para expandi-los. Se aperfeiçoar em aceitar, compreender e ser tolerante. E aprender a impor meus valores; valores pessoais, profissionais, valores de mim como mulher. Resolvi ser assim, e como nunca me opus em crescer, eis aqui alguém que está em busca de melhorar. Em fase de mutação e que não seja genética por favor.

Sempre acreditei que os livros são maior fonte de vida que já existe, de inspiração de alegria; é neles que muitas vezes encontramos força, sonhamos, desejamos e entendemos algumas coisas, e não diferente disso o livro que peguei na biblioteca essa semana me fez crescer, e entender que necessito de mim mesma, com o título bem peculiar de “Por que os homens amam as mulheres poderosas?”, me fez entender um mundo do qual não pertencia e achar características minhas que precisam urgentemente serem melhoras. Antes mesmo de julgar “Poxa, lendo livro de auto-ajuda.” ou, “Meu Deus quem lê algo desse gênero”, tenhamos que ter em mente que livros são livros e as palavras podem serem calorosas para um bom leitor. Nunca fiz distinção de livro pelo titulo e é por isso mesmo que me surpreendo a cada livro que leio. Não diferente, esse acordou meu lado Mulher de ver a vida. Obrigado Sherry Argov, você me surpreende a cada página, e me fez enxergar que podemos ser diferentes, podemos mesclar do altruísmo ao egocentrismo, desde que saibamos como não ser extremistas, e que devemos acima de tudo nos amar.

As vezes necessitamos de um choque de realidade, um sopro de mudança, e fico imensamente feliz de ter encontrado um porto seguro num livro tão singelo e peculiar.

Post grande eu sei e prometo voltar pra falar do livro da Martha Medeiros.

Até lá, que sejamos grandes, fortes  e maduros para aguentar os vendavais da vida.

BekiGirl

Anúncios

3 thoughts on ““Todo sopro que apaga uma chama, reacende o que for pra ficar..” ♪”

  1. Parabéns pelo seu post, você postou o que aprendeu e eu aprendi com o que você postou, na verdade me ,identifiquei e muito com sua experiência!
    Amei!
    Parabéns e obrigada por compartilhar, vou ler esse livro também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s