Todos.

Permitir.

De certo quando dizem que uma inspiração entra a outra saí sem pedir permissão, não é mentira; tenho sentido isso na pele, nos traços, e rabiscos que minha mente fica salteando e colorindo por aí. Troquei minhas prioridades, inverti as ordens da lista e refiz meu universo particular, o mais engraçado que mesmo me desafiando tenho achado meus limites extensos demais, inexplicáveis demais… Não foram só essas modificações que minha vida adquiriu, o fato de estar sozinha  em companhia de mim mesma, me fez reconhecer uma mulher diferente e preparada pra traçar metas, seguir sonhos e pisar no solo da realidade quando há necessidade. Meu propósito não é ressaltar o quanto cresci nesse ano, nem contabilizar meus erros, acertos, lagrimas e sorrisos é fútil demais resumir minha vida, meu mundo somente em acertos e erros e chegar ao fim de cada ciclo contabilizando cada importância como se tudo no passado não fizesse mais sentido e também não me fizesse sem quem sou hoje. Como em todos os anos, ciclos e etapas da vida, pessoas vieram, partiram, ficaram e ainda estão do meu lado; medos surgiram, magoas sumiram, ressentimentos foram esquecidos, renúncias aconteceram, términos fizeram parte; como todo ano, me permiti viver e ser um pedaço humana nesse mundo tão robotizado. Também não vou prometer como faço, porque eu percebi que promessas são fáceis de serem quebradas e não cumpridas; e simplesmente as pessoas não tem noção da extensão da promessa quando as fazem (sim, reflexão), então não quero vir aqui me enchendo de promessas que sei que não cumprirei simplesmente porque amanhã posso amanhecer uma pessoa diferente do que sou agora (o que de fato acontecerá), portanto quero só me permitir e acredito que essa palavra carregarei comigo por 2015. Permitir-se é um dilema, uma metáfora, um desafio. Permitir-se é fácil de se pronunciar, difícil de deixar acontecer. Permitir-se ser feliz, conhecer novos lugares, conversar balelas, sai sem preocupar-se com as horas, permitir-se ser coerente, mas perde-se no mundo e de si mesma pra apimentar a vida, enfim quero permitir-me… Então da licença. 🙂

BekiGirl

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s