Todos.

Você que já sentiu o tempo escorrer pelos dedos impossibilitados de agarrá-los, de usufruir das suas belezas, gasta-lo de forma prazerosa ou dividi-lo com alguém que realmente valha a pena. Você que já assistiu de camarote a vida passar, como um filme trágico, como um drama mal contado, como um conto de fadas inacabado. Você que já imaginou como seria, se poderia, se faria, e os “se” preencheram todos os vazios possíveis, expulsaram todas as certezas cabíveis e fez morada na alma que não lhe pertencia. Você que simplesmente existe, e por mais brechas que podem haver, nenhuma delas você se enquadra..esse espaço, aqui e agora é seu!

Certa noite, uma noite bem atípica uma pessoa disse que não existia amizade que não fosse de pai e mãe, que não existia amizade de verdade, aquela que o tempo lhe fazia jus e deixaria mais gostosa, mais intensa, mais divertida. Nessa mesma noite defenderam com honra e poesia que existia sim, que era certo sim, e que além de pai e mãe existia a verdade! Mentira. No final o que restam são utopias do que querem acreditar, forjam situações, pensamentos, momentos, planos para satisfazer um ego interior idiota demais pra entender que nos últimos vinte segundos restantes é essa utopia que vai ferir, que vai doer que vai pedir sua parcela na esperança que se esvai lentamente. A honestidade mais suficiente pro momento é acreditar que você é sua única e simples amiga ou amigo, e que só você pode se bastar num mundo de farsas e dores, que só você se bastará quando precisar de um conselho. Seja você o seu próprio ombro amigo, seja você que enxugará as lágrimas que lhe escorrem pelo rosto, que afasta os sonhos mais aterrorizantes, que calará sua boca quando for proferir algo bem “bosta”. Seja força, seja único, seja suficiente, pra sua alma conseguir seguir leve, sem necessidades de segundos e terceiros.

O tempo passa e a procura é por uma alma que complete uma essência que só existe em você, não tem como ninguém completar um pote vazio de ar, assim como não tem como ninguém completar um coração sombrio e sozinho. Não tem como se completar o inacabado, o mal feito, o mal projetado; muito menos completar o caminho incerto. Simplesmente não tem como ti completar, aceite e comece a trabalhar com a possibilidade de ser assim pela infinidade que ti reste, seja ela os próximos 15 minutos, seja ela os próximos 15 anos. Aceite até o fim, será assim! E não acredite no velho ditado do “tudo no tempo certo”, porque o “tempo certo” pode ser aquela famosa utopia citada acima, onde você cria, onde você arquiteta pra confortar um “bem estar” somente seu. Vamos pensar no  8 ou 80? Da mesma forma que você quer acreditar que existirá o bem, terá uma força bipolar que projetará o mal, dessa forma da mesma maneira que você quer que tudo isso seja mentira, existe uma força bipolar falando que é verdade. São fatos, como 1+1 são 2. Não, não são 3! Um dia, você passará por uma frustração amorosa tão grande, que será inevitável não gritar agarrado ao travesseiro querendo que o mundo ti engula e nunca mais ti mostre a luz do dia. Em algum momento várias pessoas que se intitulavam “amigas” irão virar as costas, e irem embora sem dar satisfação, e você acabará entendendo que foi as mudanças de rotina que fizeram esse fatigo “fim” ser tão monstruoso. Em algum dia você acordará querendo um colo, um afago e quando você pensa que pode contar, alguém simplesmente virará pra você e dirá em alto e bom som “Você precisa gostar mais da sua própria companhia” e sair andando como se aquelas palavras não ecoassem na sua alma. Numa tarde, você procurará retorno dos diversos conselhos que você se desdobrou pra dar, mesmo sentindo “dor” e ouvirá um “Para de noia” ou um “Para de drama” bem claro e nítido na cara, que você não saberá onde enfiá-la nos próximos 2 meses, hora de vergonha, hora de decepção total.  Você acordará se sentindo a pior pessoa do universo, e achará que o fundo do poço não é algo assim tão amedrontador depois que você o alcança e perceberá que sempre haverá uma brecha pra sua alma cair um pouco mais. Um dia você esperará ansiosamente pela reposta de um convite, pela resposta de uma possível distração, pela resposta de algo que ti levante profundamente do lugar onde você está, duas coisas acontecerão, essa resposta nunca chegará e de contrapartida você saberá que o convite feito estará acontecendo, mas com todo mundo, menos você. Algum dia você sonhará que a vida pode ser além de tantos furos, de tantas mentiras, de tantas ilusões e a própria vida via ti retribuir sorrindo que sonhar é uma utopia (olha ela de novo aí) e utopias não foram feitas para serem reais. Um dia você pisará na bola e se sentirá a pior pessoa do mundo, como se nunca alguém tivesse pisado a bola com você e você tivesse relevado após ver que essa pessoa nem sofria pelo erro cometido. Um dia você se cobrará tanto que seu próprio corpo irá ti responder ” Hey, para, não fiz nada com você”. Mas a pressão será tamanha que você será incapaz de enxergar onde parar; porque parar; como parar…. A verdade que resta é que isso acumulará em cada pedaço seu, como uma esfera infinita, nítida e brilhante e que só irá engolir seus próximos passos, e “possíveis” conquistas; a verdade é que isso fará de você cruel, e não cruel com o mundo porque esse já espezinhou bastante seu ser, mas será cruel com as pessoas que estão próximas, porque você sabe que elas serão as próximas a repetirem e cometerem os mesmo atos com você, com a diferença que os espinhos não serão os mesmo, serão novos, os furos não serão os mesmo, serão mais e no caminhar, no viver os pedaços que ficam não contam nem metade da história que você quis viver, quis ser, quis passar… A conclusão que fica é que familia, será sempre sua. Que amigos, não existem. Que conselhos são ouro e você não pode desperdiça-los com outras pessoas que não seja a si próprio. Que amor, e carinho você tem que ter a você mesmo. E que viver, viver é meramente o 8 maldoso do seu 80 ignorante e esperançoso.BekiGirl

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s