Todos.

Quero de Natal

Os dias vão passando e ás vezes a incerteza inunda meu coração e a saudade que bate aqui é bastante sufocante, a ficha anda caindo como conta gotas, uma hora lembro de algo que vivemos, outra lembro das tuas manias bobas, dos teus sorriso, das brincadeiras que permeavam meu dia; lembro de um costume, lembro de onde frequenta, procuro seu rosto em outros rostos e acabo cansada afirmando à mim mesma que tudo isso acabou e que a vida continua e tenho que prosseguir.

Não sei como está, e como andas, quais são teus receios e se sente falta de mim; não sei se sorrir por aí, se ao menos tenta não cair e se alguém a sua volta te faz bem ou mal; não sei se sonhou hoje e se foi feliz, não sei de você e isso me dói. As vezes procuramos por caminhos pros nossos passos serem mais leves e a subida não doer e pesar tanto quanto  descida da vida, as vezes procuramos meios de não deixar sangrar uma ferida ainda aberta e a vida vem te provar que é impossível esquecer pois lateja na alma.

As noites quase inexistem em mim e a lembrança fica ainda mais nítida quanto tento evitar, ainda acho injusto o que a vida fez com a gente, ou talvez tenha sido justa e não consegui enxergar. Muitas dores nos veem irremediavelmente e imaginar que essa dor tão remediável se fez latente e pulsante é desconcertante. A gente vive não querendo perder ninguém pra morte que é irreversível e acaba sempre matando alguém que ainda está em vida e porque? Coisas tão mesquinhas, sentimentos tão frívolos, detalhes tão desnecessários que não cabe na minha consciência que tenha sido mais fácil dessa forma, e que tenha sido fácil lidar com isso, porque tenho que te confessar, não anda fácil aqui dentro.

Você sabe, não faço o tipo orgulhosa e assumo pro mundo, um erro, uma falha porque graças a Deus não sou perfeita e não acho humilhação se redimir, se desculpar e correr atrás; mas eu ainda realmente não aprendi a lidar com esquecimentos, com palavras proferidas e muito menos com rejeição. Você sabe, nunca foi fácil pra mim lidar com isso, e essa sentimental e fraca aqui chora toda vez que lembra, que logo você que soube da minha história, sabe da minha vida e me conhece a tantos anos tenha feito isso comigo. Me questiono se a vida vai ser mesmo assim, pesada pra mim,me questiono se sua reação foi de susto e o jeito que agiu foi uma forma de não querer me machucar, mas machucou mais e pior!

Sinto sua falta, e queria que tudo isso não tivesse acontecido. Sinto sua falta e a necessidade de um sorriso ultrapassa todo meu orgulho e decepção. A gente ao longo da vida perde tantas coisas sem querer, ou com  o mudar da história, não queria te perder pro mundo, pro esquecimento, você é especial pra mim!

Eu te amo e se pudesse escolher nesse natal qualquer coisa, minima que seja, escolheria poder ter você aqui pra te desejar o mundo de coisas boas, pra poder te desejar o amor infinito que ainda sinto dentro de mim. Se eu pudesse escolher qualquer coisa, hoje, nessa data tão especial escolheria você! E não por dependência, porque eu vivo sem você, mas porque aos longos de dez anos, ao longo de tanta história que passei te perder não fazia parte do meu querer, dos meus planos e foi uma brincadeira de mal gosto da vida ter que passar esses últimos meses sem você.

Por Deus, pelos céus que tua felicidade seja infinita, sua vida cheia de amor e paz e que seu coração enobreça com o tempo, com a vida, com os sorrisos e que você possa sorrir com alma e com os olhos. Mesmo longe, te quero bem, te desejo o bem e sinto sua falta.

Continuo te amando…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s